O Projeto 3×22

Ao completar o bicentenário da Independência e o centenário da Semana de Arte Moderna no ano de 2022, abre-se oportunidade para refletir e redimensionar a história da nossa formação – do Estado e da Sociedade, assim como da cultura histórica brasileira. O projeto 3 vezes 22 não é a celebração de duas datas canônicas, mas sim uma tentativa de entrecruzar as temporalidades da Independência (1822), do Modernismo (1922) e da história do nosso tempo presente (2022). A reflexão crítica mediada pelos desafios do presente contempla o legado deixado pelas narrativas sobre o movimento modernista e os projetos de construção da nação.

O projeto 3 vezes 22, portanto, vale-se do rico material conservado pela Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, dos documentos, livros e autores esquecidos e renegados pelas vertentes dominantes de nossa historiografia, para encontrar as evidências, as perspectivas e as interpretações que possam contribuir para a análise de nossa história, projetando questões que possam nortear a construção de um novo horizonte de autonomia, ao menos no plano da cultura e da ciência.

No Portal 3×22 é possível encontrar boletins com matérias e entrevistas que exploram temáticas centrais extraídas do confronto das três temporalidades; kits didáticos que oferecem material para debater temas que não estão presentes nos currículos de Ensino Médio e Fundamental; as publicações resultantes de pesquisas e eventos realizados pela BBM; e, ainda, vídeos e o histórico de eventos realizados ao longo dos últimos anos.

Logo elaborado por Osi Nascimento

BBM/USP

A Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM), órgão da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da Universidade de São Paulo (USP), possui um dos mais ricos acervos de brasiliana no país, constituída por aproximadamente 60 mil volumes.[1] O acervo doado à USP em 2006 reúne material sobre o Brasil ou que, tendo sido escrito e/ou publicado por brasileiros, sejam importantes para a compreensão da cultura e história do país. Trata-se de uma jovem biblioteca, inaugurada na Universidade de São Paulo em março de 2013, cuja formação de seu acervo, todavia, possui uma longa história de construção junto à família Mindlin. 

A biblioteca formada por Guita e José Mindlin e doada à Universidade de São Paulo em 2006 é formada por quatro principais vertentes temáticas: assuntos brasileiros, literatura em geral, livros de arte, e livros como objeto de arte em virtude de seus traços tipográficos, de sua diagramação, ilustração, encadernação, entre outros aspectos. Como parte das quatro vertentes temáticas é possível encontrar obras de literatura, de história, relatos de viajantes, manuscritos históricos e literários, documentos, periódicos, mapas, livros científicos e didáticos, iconografia e livros de artistas.

Tratando-se de um rico acervo, composto inclusive por uma parcela significativa de obras raras, a BBM tem buscado garantir a disseminação de sua coleção promovendo eventos na sede da biblioteca, fomentando atividades de pesquisa a partir do acervo, mediando o contato dos leitores com os livros, como também dando ampla divulgação às obras por meio da constituição de uma biblioteca digital. Por meio do acervo da BBM, o projeto 3 vezes 22 deverá oferecer material inédito ou pouco explorado para que novas versões sobre a Independência e sobre o modernismo possam ser apresentadas, no intuito de responder aos dilemas de nossa sociedade contemporânea.

Acesse o site do Biblioteca para conhecer mais.

[1] Conforme o conceito consagrado por Rubens Borba de Moraes: “Coleção Brasiliana: livros sobre o Brasil – no todo ou em parte, impressos ou gravados desde o século XVI até o final do século XIX (1900 inclusive), e os livros de autores brasileiros impressos ou gravados no estrangeiro até 1808”; adicionalmente, o Moraes definiu coleção Brasiliense como “livros impressos no Brasil, de 1808 até nossos dias, que tenham valor bibliofílico: edições da tipografia régia, primeiras edições por unidades federativas, edições príncipes, primitivas ou originais e edições  em vida –  literárias, técnicas e científicas; edições  fora  de  mercado,  produzidas  por  subscrição;  edições  de  artista”. Conferir site da Biblioteca Nacional: http://bndigital.bn.gov.br/projetos/200anos/brasiliana.html  

Equipe 3×22

A Equipe 3×22 é composta por estudantes de graduação, bolsistas e estagiários da Universidade de São Paulo, sob coordenação do Prof. Dr. Alexandre Macchione Saes (FEA-USP). Entre 2018 e 2021, a equipe produziu e publicou os Boletins 3×22, os Kit Didáticos em parceria com o LEMAD-USP, e a exposição virtual “200 Livros para pensar o Brasil”, em conjunto com o setor Educativo da BBM, o projeto 3×22 na Escola, com apoio da professora Janice Theodoro, além de ter organizado o seminário “Nenhum Brasil Existe. Acaso existirão os brasileiros?”, e criado o Portal 3×22 para reunir estes e outros materiais ligados ao projeto.

Coordenador

Alexandre Macchione Saes

Bolsistas e estagiários

Alaine Lizandra, Ana Tiecher, Andressa Villagra, Bruna Martins, Franklin Pontes, Giovane Direnzi, Leticia Scupinari, Lucas Fernandes, Mariana Garcia, Marina da Silva, Norberto de Assis, Rafael Pedro, Stephany Barbosa, Thaís Freitas

CONHEÇA OS PROJETOS

3×22 na escola: com a coordenação de Janice Theodoro e Alexandre Saes

Kits didáticos: em parceria com o LEMAD-USP

200 livros para pensar o Brasil: em parceria com o Setor Educativo da BBM

Boletins 3×22

Comissão Organizadora

A comissão organizadora dos eventos realizados pela BBM/USP relacionados ao projeto 3 vezes 22 é composta por duas subcomissões relativas aos eventos comemorativos de Duzentos Anos da Independência e de Cem Anos da Semana de Arte Moderna, instituídas por meio de Portaria da Biblioteca Mindlin e da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da Universidade de São Paulo.

A comissão organizadora foi responsável pela realização de eventos e seminários que abordavam, em sua complexidade, as temáticas do 3 vezes 22. Por meio de parcerias, membros da comissão coordenaram a realização de seminários no Centro de Pesquisa e Formação do SESC/SP, ciclos de palestras no Café Filosóficos do Instituto CPFL e eventos na Universidade de São Paulo. A comissão foi responsável também pelo concurso de teses e dissertações sobre o bicentenário da Independência e sobre o centenário da Semana de Arte Moderna, assim como pela organização de livros publicados na coleção 3 vezes 22.

CONFIRA OS EVENTOS REALIZADOS

Portaria BBM-PRCEU-2, de 30-05-2017

Constitui a Comissão Organizadora dos Eventos Comemorativos de Duzentos Anos da Independência, no âmbito da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, Órgão da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da Universidade de São Paulo e dá outras providências.

Alexandre Macchione Saes (FEA-USP), Antonio Dimas de Moraes (FFLCH-USP), Cecília Helena Salles de Oliveira (MP-USP), Cilaine Alves da Cunha (FFLCH-USP), Erwin Torralbo Gimenez (FFLCH-USP), Fábio de Souza Andrade (FFLCH-USP), Íris Kantor (FFLCH-USP), João Adolfo Hansen (FFLCH-USP), João Paulo Garrido Pimenta (FFLCH-USP), João Roberto Faria (FFLCH-USP), Maria Cristina de Carvalho Antunes (BBM-USP), Miguel Soares Palmeira (FFLCH/USP)

Portaria BBM-PRCEU-3, de 30-5-2017

Constitui a Comissão Organizadora dos Eventos Comemorativos de Cem Anos da Semana de Arte Moderna, no âmbito da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, Órgão da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da Universidade de São Paulo e dá outras providências.

Alexandre Macchione Saes (FEA-USP), Antonio Dimas de Moraes (FFLCH-USP), Elias Thomé Saliba (FFLCH-USP), Erwin Torralbo Gimenez (FFLCH-USP), Fábio de Souza Andrade (FFLCH-USP), Francisco Cabral Alambert (FFLCH-USP), Íris Kantor (FFLCH-USP), Ivan Marques (FFLCH-USP), João Adolfo Hansen (FFLCH-USP), Marcos Moraes (IEB-USP), Maria Cristina de Carvalho Antunes (BBM-USP), Miguel Soares Palmeira (FFLCH/USP)

Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin

Carlos Alberto de Moura Ribeiro Zeron — Diretor

Alexandre Luis Moreli Rocha — Vice-Diretor

Pró-reitoria de Cultura e Extensão Universitária

Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado – Pró-reitora

Margarida Maria Krohling Kunsch – Pró-reitora adjunta

Universidade de São Paulo

Vahan Agopyan – Reitor

Antonio Carlos Hernandes – Vice-reitor